Ruim é não amar!

large

Durante a vida, diversas vezes ouvimos ‘’tudo que é demais é ruim, inclusive o amor’’

Por tantas vezes refleti a parte “tudo que é demais”, concordei algumas vezes ou na maioria delas.

Pensei e repensei, e no amor, é ruim? Tão ruim assim?

No amor vale amar, vale a intensidade, vale se entregar, arriscar, amar, se doar. No amor vale fazer o outro feliz, deixar aquele bilhete na mesa para quando ele ou ela acordar ver. Vale flores, vale mil sinais de amores, vale um final de semana deitados juntinhos, vale um caminhão de carinhos.

Vale uma noite romântica, ou uma peça de teatro engraçada. Vale rir até doer a barriga, vale chorar quando a emoção vier.

Sobre amar demais ser ruim, que me desculpe quem inventou esse ditado,

mas amar pela metade é que deve ser ruim demais.

Ruim mesmo é se entregar sem se amar, é fazer por algo ou alguém, sem ter mesmo feito por você antes, ruim é achar que ama alguém, quando se olha no espelho e não gosta do que vê.

O amor, ah, o amor nunca é demais, o amor é incrível, o amor é sentido mais do que é provado.

Por isso pra falar de amor, todo cuidado é pouco, mas nenhuma palavra se torna demais, quem ama, quem sente, quem vive o amor sabe que é algo que não se explica, se sente.

Transmita amor, por onde for, mesmo que seja um caminho seja dor, seja você o amor, transforme o lugar a situação.

Há tantas formas de amor, há tantas formas de amar.

Ela